Como evitar os maiores erros ao abrir uma franquia

É comum que franqueados cometam erros ao abrir uma franquia, principalmente por achar que por se tratar da compra de um negócio que já faz sucesso, não é necessário tanto empenho para fazer sua unidade decolar. Mas apesar de ser um modelo de negócio atraente, lucrativo e que apresenta poucos riscos, o franchising precisa de tanto cuidado e atenção quanto qualquer outro empreendimento para dar certo.

É preciso, antes de tudo, que o franqueado realize uma pesquisa apropriada para identificar a melhor opção dentro de seu perfil. E na hora de abrir o negócio, alguns erros cometidos podem ser fatais, principalmente se o franqueado não tiver nenhuma afinidade com a área escolhida.

Para te ajudar no trabalhoso (porém recompensador) caminho do sucesso, listamos os 4 erros mais cometidos por franqueados e mostramos como evitá-los para fazer sua unidade prosperar. Confira:

1. Não entender como funciona o negócio

Um erro muito comum é escolher uma franquia sem ter um conhecimento aprofundado sobre seu funcionamento, os detalhes da operação e todos os processos relacionados ao negócio.

É preciso que o franqueado conheça o dia a dia da franquia, o fluxo de caixa, como funciona o gerenciamento de estoque, entre outros pontos para poder administrar sua unidade da melhor forma possível.

Uma ótima maneira de contornar a situação é, depois da pesquisa, visitar uma unidade da franquia para ver sua operação na prática.

2. Não ter afinidade com a área escolhida

O primeiro passo para ter uma franquia de sucesso é escolher uma área de atuação com a qual o franqueado tenha experiência/afinidade. Isso porque quando se escolhe trabalhar em uma área sem um conhecimento prévio, tanto do mercado quanto de seu público-alvo, o franqueado poderá se sentir perdido mesmo trabalhando em um modelo de negócio estruturado.

Pior do que isso, os desafios para o franqueado serão bem maiores justamente por ele não ter um conhecimento prévio sobre o mercado em que atuará.

3. Não ter um capital de giro apropriado

Muitos franqueados contam apenas com o investimento inicial de sua franquia e, se algum imprevisto acontece, não têm o capital para repor o estoque, por exemplo, ou resolver algum problema em sua unidade.

É preciso que sua franquia tenha um fluxo de caixa saudável para se manter estável em momentos difíceis e cobrir despesas variáveis que possam ser necessárias até o seu negócio maturar no mercado.

Caso seja necessário, contrate um contador ou uma empresa especializada em gestão financeira.

4. Não escolher um ponto comercial ideal

A localização do ponto comercial de sua franquia pode contribuir em até 50% para o seu sucesso. Por causa disso, a má escolha do local onde sua unidade operará pode ser determinante para o fracasso do investimento.

Para isso, é necessário que o franqueado escolha o ponto ideal. Mas como fazer isso? Com pesquisa de mercado e suporte.

Nessa etapa, procure assistência da empresa franqueadora, pois, geralmente, as empresas oferecem todo o suporte necessário para a escolha do melhor local de acordo com o negócio.

Ainda tem dúvidas ou experiências sobre o assunto para compartilhar? Deixe seu comentário aqui no blog e conte para nós!

franquia casa do construtor

Deixe uma resposta